Boletim de 15 de Julho de 2017
MEDITAÇÃO: MODERNO É VIVER SOZINHO?

Ec 1.4 Uma geração vai-se, e outra geração vem, mas a terra permanece parasempre. 

Somos mutantes, porém, no sentido de que nossa humanidade se perde nessas mudanças. Elas são em número e velocidade acima de nossa capacidade de absorção. "A alienação passa a ser um antiácido a ser ingerido juntamente com a salada de frutas de informação que temos que deglutir todo dia".

Nossa desumanização começa, por exemplo, quando abrimos mão da casa paterna para tentar a vida emuma outra cidade ou país — e nunca mais voltamos. Nossos pais ficam sem netos e nossos filhos, sem avós e tios, E nossa história, nossos valores, ideais, referenciais e heróis; nosso patrimônio simbólico,enfim, se perde na distância.

Longe da família e da igreja de origem, buscamos formar uma nova família. Uma família plasmada na correria da vida, na superficialidade, na sensualidade e na urgência de uma crescente carência afetiva.

Tentamos reter na memória a nossa velha humanidade, mas já não nos sentimos à vontade abrindo o coração, falando do mundo interior, de sonhos, de ideais, de projetos de vida que, eventualmente, possam ser vividos a dois. "Ficamos" até onde for possível.

No ambiente de trabalho, as relações são cordiais o suficiente para esconder a luta estabelecida pela competição: somente os mais adaptados sobrevivem. Os encontros, festas, almoços e jantares de negócio são o que resta dos laços amigos dos companheiros da infância.

Para sobreviver nesse ambiente hostil e exigente, pai e mãe precisam trabalhar. Para ser alguém, algo mais que simples "mão-de- obra", precisam de toda a energia disponível para tocar uma carreira de sucesso, Precisam vencer na vida, E essa vitória não comporta filhos. Pelo menos não do jeito antigo: filhos para ser amados em um convívio extenso e intenso. Agora eles são "curtidos" nos finais de semana em que não estejamos viajando a serviço. Durante a semana, terão uma boa educação numa creche ou numa escola de tempo integral. Desmamados cedo, eles aprendem a ser independentes.

Quando o divórcio vem (a carreira pode exigir), eles passam a viver ora com o pai, ora com a mãe — e com seus meio-irmãos, oriundos do novo casamento do pai e da mãe.

Não tenhamos pena desses nossos filhos. Eles se adaptarão. Sobreviverão e serão parecidos conosco.

Não, serão melhores. Serão mais fortes e resistentes às distâncias, indiferenças e separações. Serão adaptados a um mundo onde não se olha para dentro, para a alma; aprenderão a ligar a televisão para não ouvir o silêncio; aprenderão a se ligar às pessoas sem chegar perto; aprenderão a confiar desconfiando e a não esperar misericórdia; aprenderão a fazer amor sem amar; aprenderão a viver no século 21. São mutantes.

Alguns deles, um dia, numa praça, numa esquina, ouvirão dizer que "Cristo salva", E pensarão: "não estou morrendo". Outros, no entanto, compreenderão que em Cristo lhes é possível uma nova e antiga humanidade — a humanidade original, na qual o colo do pai, da mãe, de tios e avós lhes é restaurado no mistério da igreja; no milagre da regeneração de seu próprio interior.

Salvação. Nossos filhos mutantes, perdidos e órfãos ouvirão: "assim, já não sois estrangeiros e peregrinos, mas concidadãos dos santos, e sois da família de Deus" (Ef 2.19)—e crerão.

adapt.

 

CALENDÁRIO 

Calendário
02/07 - Domingo (Santa ceia)

   - 10:00 Culto na IER Curitiba

  • Plantão: Presbítero Fábio e Diacono João Luiz

   - 18:00 Culto na IER Campo Magro

09/07 - Domingo 

   - 10:00 Culto na IER Curitiba 
  • Plantão: Presbítero Mirialdo e Diaconisa Ivone

   - 18:00 Culto na IER Campo Magro

16/07 - Domingo
   - 10:00 Culto na IER Curitiba  
  • Plantão: Presbítero Lucello e Diacono João Luiz

   - 18:00 Culto na IER Campo Magro

23/07 - Domingo
   - 10:00 Culto na IER Curitiba  
  • Plantão: Presbítero Fábio e Diaconisa Ivone

   - 18:00 Culto na IER Campo Magro

30/07 - Domingo
   - 10:00 Culto na IER Curitiba  
  • Plantão: Presbítero Mirialdo e Diaconisa Ivone

   - 18:00 Culto na IER Campo Magro

 

Aniversariantes
Clique aqui e veja os aniversariantes do mês.

 

Contatos do Conselho
Pastor Gerson Iurk - (41) 3026-4863 e (41) 99611-0353 / geriurk@hotmail.com
Presbítero Mirialdo Klingenfuss - (41) 999343927 / miroklin@gmail.com
Presbítero Fabio Verschoor - (41) 99991-9750 / fabio@dinfo.com.br
Presbítero Lucello Berendsen - (41) 99927-4410 / lucellob@gmail.com
Diacono João Luiz - (41) 99639-3436 / jota.luiz2210@gmail.com
Diaconisa Ivone - (41) 99947-1715 /